14.3.13

Para Mischa, minha filha, meu anjo de 4 patas

Mischa e Zoé, sempre juntas
Quando minha cachorrinha, filha, amiga e companheira Mischa faleceu há exatos 7 dias e muita gente acompanhou minha agonia (e a dela) entre a descoberta da doença (e ela fazia check-up regularmente) e a morte, o que aconteceu em apenas uma semana, através do Twitter ou Instagram (ambos @GarotasModernas) e já me encheram de palavras de carinho, conforto e fé por lá.
Quando ela faleceu a Mari Siebert escreveu um lindo post em homenagem ao meu anjo de 4 patas (obrigada amiga, foi um bálsamo para minha dor) e uns dias depois também escrevi um contando como a Mischa se tornou minha filha e como tudo aconteceu.
Recebi dezenas de comentários (centenas, com certeza, se juntar os do Instagram, emails e Twitter) de pessoas comovidas com a partida repentina da Mischa, solidárias à minha dor.
Uma dor que não acaba, que ainda está aqui, que me faz "ver" a imagem dela pela casa, que não me deixa dormir e me deixa paralisada até para escrever aqui.
Teve uma leitora que me escreveu um email que me tocou profundamente, contando que perdeu o pai, amoroso e gentil muito repentina e precocemente há pouquíssimos meses. Ela me permitiu que colocasse aqui o que ela escreveu, que acalentou meu coração:
"Há exatemente 02 meses perdi meu pai... De uma maneira brusca e inesperada como aconteceu com a Mischa...
Perdemos ele em 01 semana em decorrência de uma infecção generalizada, agravada pela diabete. Meu pai tinha apenas 55 anos e deixou um vazio enorme...
Foi meu herói, meu grande amor, companheiro, o melhor pai do mundo. A sua morte nos pegou de surpresa e até agora tento assimilar, pois as vezes parece mentira. Parece que minha vida deu uma "pausa"... Todos os meus projetos congelaram a partir daquela semana triste.... E só agora, aos poucos, com a  ajuda, paciência e muita força do meu marido e da minha sócia estou retomando o projeto das saias... Só o tempo cicatriza as feridas...
Me emocionei com a sua postagem, a perda é sempre dolorosa, independente de quem seja. Já enterrei um passarinho chorando e com uma dor indescrítivel enterrei meu pai...
Queria compartilhar com você uma pequena reflexão de Santo Agostinho, a mesma que li na despedida do meu pai, antes de enterrarmos... Ela consegue acalmar meu coração....

"A morte não é nada. Eu somente passei
para o outro lado do Caminho.
Eu sou eu, vocês são vocês. O que eu era para vocês,
eu continuarei sendo.
Me dêem o nome que vocês sempre me deram,
falem comigo como vocês sempre fizeram.
Vocês continuam vivendo no mundo das criaturas,
eu estou vivendo no mundo do Criador.
Não utilizem um tom solene ou triste, continuem a rir
daquilo que nos fazia rir juntos.
Rezem, sorriam, pensem em mim.
Rezem por mim.
Que meu nome seja pronunciado
como sempre foi,
sem ênfase de nenhum tipo.
Sem nenhum traço de sombra
ou tristeza. A vida significa tudo
o que ela sempre significou,
o fio não foi cortado.
Porque eu estaria fora
de seus pensamentos,
agora que estou apenas fora
de suas vistas? Eu não estou longe,
apenas estou
do outro lado do Caminho...
Você que aí ficou, siga em frente,
a vida continua, linda e bela
como sempre foi."

Santo Agostinho

Desejo de coração que esta pequena prece
conforte o teu coração também!
"
As palavras desta querida leitora, que pretendo conhecer em breve para dizer "obrigada" e dar um abraço apertado, me tocaram profundamente! Afinal mesmo estando passando pelo luto da irreparável perda de um pai amoroso, se preocupou em me reconfortar com sua história.
Imagino o quão difícil seja perder um pai novo, que estava bem, de uma hora para outra.
É normal que a gente em luto, deixe a vida em suspenso. Leva tempo pra processar a perda.
A roda do tempo precisa girar uma volta completa até que tudo esteja no lugar novamente e que do vazio, da raiva, da tristeza, sobre apenas a saudade e as doces lembranças.
Não há nada o que fazer além de rezar, seguir os sábios conselhos de Santo Agostinho e esperar o tempo passar. Com o tempo, ficam as lembranças, fica a saudade, mas a dor deixa de nos cortar todos os dias.
"A morte não é nada. Eu somente passei para o outro lado do Caminho. Eu sou eu, vocês são vocês. O que eu era para vocês, eu continuarei sendo.", como disse Santo Agostinho: "A vida significa tudo o que ela sempre significou, o fio não foi cortado. Porque eu estaria fora de seus pensamentos, agora que estou apenas fora de suas vistas? Eu não estou longe, apenas estou do outro lado do Caminho..."
Aqui em casa a tristeza ainda está presente: eu, meu marido e até nossa outra cachorrinha, a poodle Zoé, estamos muito, muito tristes e até deixamos de fazer as coisas que mais gostamos. Parece que tudo perdeu a graça.
Mischa, hoje faz uma semana que você se foi, mas saiba onde estiver que amamos você para sempre, não importa que você esteja fisicamente ausente, estará para sempre em nossas preces, mentes e corações. Você é um anjo de 4 patas que agora ganhou asas.

9 comentários:

  1. Linda essa oração! Vou repassar pra uma amiga que perdeu a neta de 3 anos.
    Incrível como essa leitora, que perdeu um pai, se prestou a te consolar... lindo isso! E que bela oração...Qualquer perda é uma perda e dói.
    Fique bem
    Bjss
    Vi

    ResponderExcluir
  2. Oi, querida. Eu li sobre sua perda no Insta e ia exatamente te passar essa oração. Assim como a menina que te enviou, faz 7 meses que perdi minha mãe (55 anos também) de uma forma super rápida. Descobrimos em uma quinta-feira por um exame que ela tinha um tumor cerebral e no domingo ela faleceu dormindo!!! Ela estava super bem, sem nenhum sintoma!!!! Não tivemos nem tempo de assimilar sobre a cirurgia que faria e Deus a levou em uma noite de sono. Mas agradecemos, pois ela não sofreu e partiu para o lado de lá do jeito que sempre disse que queria, dormindo!
    Claro que a saudade é enorme. Depois de 7 meses eu ainda choro todos os dias, mas acho que faz parte e as lágrimas são a saudade transbordando.
    Te entendo perfeitamente quando diz que tudo perdeu a graça. Comigo ainda é igual. Esses dias comecei a chorar no meio de uma loja em que sempre ia com minha mãe fazer compras... nem vontade de comprar eu tive.
    Muita fé pra ti e que Deus nos abençoe.
    Bjs, Angelita

    ResponderExcluir
  3. Perdi meu cachorrinho há 7 meses, ele era da mesma raça da Mischa e era tratado como um filho! Ainda sinto muuuuita falta dele, tem noites que eu choro de saudade! Esse post mexeu muito comigo e eu sei exatamente o que você está sentindo! Mas vai passar, com o tempo, isso vai melhorar, você vai só lembrar dos bons momentos com ela, assim como eu lembro com o meu!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Shirley, perdi uma cachorrinha há um bom tempo e até hoje eu a vejo correndo pelo quintal. A irmã dela continua comigo, embora me doa ve-la envelhecendo e assim sofrendo sem os dentinhos, cega e surda. Há pouco tempo ela brincava pelo quinta e agora ela não consegue nem ao menos latir. Me disseram pra eu me preparar e acabar com a dor dela. Como? Preparar? Não se prepara, não se supera, não se esquece..apenas se segue em frente.
    Segue um texto que tem me 'confortado'...espero que goste.

    "A morte é como um barco que se distancia no horizonte. Chega um momento em que desaparece. Mas o fato de não vê-lo, não significa que não exista."

    PARTIDAS E CHEGADAS

    Quando observamos da praia, um veleiro afastar-se da costa, navegando mar adentro, impulsionado pela força dos ventos, ele nos parece cada vez menor. De repente só podemos contemplar um pequeno ponto branco onde o mar e o céu se encontram. Quem observa o veleiro sumir no horizonte certamente exclamará ¨já se foi¨. Terá sumido? Evaporado?
    Não certamente. Apenas o perdemos de vista. O barco continua do mesmo tamanho e com a mesma capacidade que tinha quando estava próximo de nós. Continua tão capaz quanto antes de levar ao porto de destino as cargas recebidas. O veleiro não evaporou, apenas não o podemos mais ver.
    Mas ele continua o mesmo. Talvez, no exato instante em que alguém diz ¨se foi¨, haverá outras vozes, mais além, afirmar: ¨lá vem o veleiro¨. Assim é a morte. Quando o veleiro parte, levando a preciosa carga de um amor que nos foi caro, e o vemos sumir na linha que separa o visível do invisível dizemos ¨já se foi¨.O ser que amamos continua o mesmo. Sua capacidade mental não se perdeu, suas conquistas seguem intactas, da mesma forma que quando estava ao nosso lado. Conserva o mesmo afeto que nutria por nós.
    Nada se perde, a não ser o corpo físico de que não mais necessita no outro lado. E é assim que,no mesmo instante em que dizemos ¨já se foi¨, no mais além, outro alguém dirá feliz ¨já está chegando¨.Chegou ao destino levando consigo as aquisições feitas durante a viagem terrena. A vida jamais se interrompe nem oferece mudanças espetaculares, pois a natureza não dá saltos.Cada um leva sua carga de vícios e virtudes, de afetos e desafetos, até que resolve por desfazer-se do que julgar desnecessário.
    A vida é feita de chegadas e partidas. De idas e vindas. Assim, o que para uns parece ser a partida para outros é a chegada.
    Um dia partimos do mundo espiritual na direção do mundo físico; noutro partimos daqui para o espiritual, num constante ir e vir, como viajantes da imortalidade que somos todos nós.

    ResponderExcluir
  6. Nossa Shirley, não sabia do acontecido, fico triste e comovida por ti. Nós que amamos os animais sabemos bem o que eles significam na nossa vida. Que Deus te abençoe e te conforte!
    Com carinho,

    Mariane.

    ResponderExcluir
  7. Este pra mnim foi o post mais lindo até agora...pois também se foi a minha Yorkshire Meggy e ainda é bem difícil falar dela. Imagina pra quem perdeu um pai! Oração linda e realmente reconfortante! Mta luz e força p/ vocês!
    um grande abraço

    ResponderExcluir
  8. Obrigada pelo carinho, meninas!

    beijocas!! :)

    ResponderExcluir

Olá,

O GM não modera os comentários, este é um espaço livre para você expressar sua opinião.
Mesmo que eu não consiga responder os comentários imediatamente, leio todos eles assim que chegam no meu e-mail e ADORO saber a opinião de vocês e respondo assim que possível.
Se alguém tiver uma dúvida ou pergunta mais específica, por favor, mande por e-mail para: shirley@garotasmodernas.com que eu respondo com mais rapidez.
Obrigada pela compreensão e pelo comentário!

beijos!

ATENÇÃO: Comentários grosseiros, desrespeitosos, agressivos, preconceituosos ou com divulgação de vendas serão deletados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...