10.11.12

Ontem eu chorei

 
Imagem: Google

Ontem durante a tarde precisei sair e deixei a TV gravando. Quando voltasse para casa queria ver Lado a Lado (estou adorando a novela), mas acabei parando para assistir nesta madrugada o filme que passou na Sessão da Tarde: "Sempre ao seu Lado", que havia evitado de ver por saber ser um tema que me faria chorar...
E chorei... pela história, pelo cachorro, pelo meu amigo Diogo que faleceu há duas semanas, por mim, pelas minhas cachorras Mischa e Zoé que sei que não vão durar para sempre, pelo medo de perder as pessoas que amo ou de morrer e deixar as pessoas que amo aqui...
A gente nasce, cresce e sabe que um dia vai morrer. Morrer deveria ser tão natural quanto nascer. Mas como dói a separação, o para sempre, o nunca mais...
O filme “Sempre Ao Seu Lado”, de 2009, do diretor Lasse Hallströmé baseado em uma comovente história real, é refilmagem do drama japonês “Hachiko Monogatari”, de 1987, tem Richard Gere no papel de um professor, Parker Wilson, que tem um cachorro como seu amigo mais leal: o cão acompanha seu dono até a estação de trem todos os dias e retorna todas as tardes para buscá-lo. Infelizmente, um dia, Parker morre durante uma aula e nunca mais volta do trabalho. 
O cachorro, chamado Hachi, continua a ir todos os dias para a estação esperar por seu amigo humano durante nove anos, numa demonstração de amor e fidelidade.
De coração apertado assisti o filme. Com lágrimas nos olhos senti saudade. O coração puro do cão não poderia abandonar a esperança de encontrar seu amigo que foi embora de repente, cedo demais...
Assisitindo o filme me perguntei: como ninguém da família ou da cidade ficou com ele, lhe deu um lar, um pouco de conforto?
Por que ninguém o acolheu? Por que lhe deixaram sozinho com sua saudade? Por que por longos nove anos deixaram ele só, até que sua morte chegasse em uma noite de neve?
Ele não desistiu do seu amigo e a sua "família" simplesmente desistiu dele, sequer se preocupou em lhe dar um novo lar, como acontece muitas vezes na vida real: o cachorrinho cresce, deixa de ser "fofinho", ou começa a dar "trabalho" e os donos jogam o bicho fora, como se fosse uma coisa velha que não serve mais nem para doação. Animais não são coisas das quais as pessoas poderm se livrar pois "está velho", "estragado" ou porque "já cansou".
Sim, um animal pode ser mais nobre que muita gente.
E tem ser humano que pensa que um cachorro é só um cachorro. 
Sim, ontem eu chorei. Por mim, pelas agruras da vida, pelo mundo que é duro, pelas pessoas que tem uma pedra no lugar do coração.

23 comentários:

  1. Eu nunca vi esse filme por esse mesmo motivo. Até ontem, eu o evitava. Vi que era ele que passaria e não liguei a tv. Saí, resolvi minhas coisas, fiz tanta coisa, mas assim que cheguei em casa, no automático, liguei a tv e já estava no fim. Vi os últimos 5 min e chorei pela aternidade. Pelos meus bichos (Nino e Lino, os gatos e Luck, meu cão) e por todos os mesmos motivos que você... E tô chorando agora, postando esse comentário. Não se pode abandonar quem se ama, não importa o motivo. Gostei do post, mas não escreve mais assim não, que eu sempre vou chorar. Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Raiane! Hahah, é difícil não se emocionar mesmo!

      Beijos

      Excluir
  2. É esse filme é muito bom. nos faz pensar na vida inteira.. As pessoas que tem cachorro vão sentir ainda mais no filme.. porque como dizem o cão é o melhor amigo do homem (apesar de ainda existir gente que tem coragem de maltratar esses animaizinhos que muitas vezes nm reage ao maltrato..) Pena que os cachorros não teem uma vida tão longa como a nossa =/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma pena mesmo Lia!
      Obrigada por participar.

      Beijos

      Excluir
  3. No filme os familiares tentam cuidar do cachorro, mas o cachorro sempre foge e fica na estação esperando o dono.

    ResponderExcluir
  4. Eu tbm chorei horrores vendo esse filme... é lindo e realmente te faz parar pra pensar! Bem que os familiares do professor tentam ficar com o cachorro (a filha dele vai busca-lo), mas ele não desiste de seu dono! Essa lealdade é única!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, eles são nossos melhores amigos, e leais como nenhum outro!

      Beijos

      Excluir
  5. Sempre choro vendo esse filme... é emocionante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, não tem como não se emocionar com essa linda história!

      Beijos

      Excluir
  6. No filme fica claro que pessoas da família fazem várias tentativas de acolher o cão, mas ele foge sempre para a estação.

    ResponderExcluir
  7. Não são só os irracionais. Eu, de alguma forma, espero que meu cão/filho Jet e o Gato, seu melhor amigo que morreu na mesma semana que ele, voltem. TODO dia antes de dormir eu dou uma olhada na cama, pra ver se eles estão lá, se não foi só um pesadelo. Toda dia que saio a pé, olho pro terreno baldio do lado da minha casa, onde o Gato costumava ficar, e procuro por ele... pq tão irracional?

    ResponderExcluir
  8. Eu choro TODAS as vezes que vejo esse filme, ontem cheguei em casa, liguei a televisão e quando vi que era ele que estava passando eu já sabia que seria um momento de reflexão e de muitas lágrimas, de pensar na perda das pessoas que amo, dos meus cachorros, que já são parte da minha vida e os quais amo incondicionalmente. Ele faz vir a tona a convicção que os animais são fiéis e de um companheirismo infinitamente maior que o que se pode ver na humanidade.
    Saber que ele é baseado numa história real e que um cachorro foi capaz de ir todos os dias durante 9 anos esperar pelo seu amigo na estação de trem só me faz ter mais certeza da grandeza de uma relação entre um homem e um animal. Feliz é aquele que sente isso, que vive esse companheirismo, pois com certeza, é divino!

    ResponderExcluir
  9. Eu não assisti a esse filme porque sei que vou chorar litros! Já perdi vários cachorros e gatos e ainda assim nunca desisti de dedicar o meu tempo e atenção a esses seres tão companheiros! Concordo contigo em quase tudo. Só discordo em achar que os animais poderiam viver tanto quanto nós. Se as pessoas já abandonam um cão por ter 5 anos e achar que já é velho imagina se ele vivesse 50!! Deus sabe exatamente o que faz quando dá a nós e a eles a quantidade de anos para viver. Eu tenho dois cães idosos que amo e cuido como se fossem meus filhos humanos. Me dói pensar que em breve eles partirão, mas é a vida...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Taís, é muito difícil mesmo!

      Beijos

      Excluir
  10. Eu concordo muito com seu post, mas não acho que a família o tenha abandonado. A filha do professor o acolhe em sua casa, mas depois o deixa ir, pois não era ali que ele queria estar. Ele queria, todos os dias, estar na estação esperando seu amigo. Acho que foi um gesto até nobre, pois se ela o mantivesse preso ele estaria triste, querendo se libertar e ir atrás de seu querido amigo.

    Obs: também assisti e também chorei MUITO pensando na minha pequena Mel :)

    ResponderExcluir
  11. eu, que já me acabei de chorar com Marley & Eu, nunca tive coragem de ver esse filme. tenho três filhos caninos que amo com todas as minhas células - Lola, 10 anos, Fidel, 8, e Sebastiana, 6, e sei que eles não vão ficar pra semente. aproveito ao máximo cada minuto junto deles, que apesar de já estarem "na terceira idade" (principalmente os mais velhos, que são boxers, uma raça não muito longeva) são fofos e saudáveis, graças a deus. conviver com esses serezinhos é um grande privilégio. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Ana,muito obrigada por participar!

      Beijos

      Excluir
  12. Lindo post Shirley e não é só de glamour que vive uma garota moderna. Reflexão e uma história como essa podem mudar uma vida!
    Filme maravilhoso! Quem não assistiu vale a pena ver, pois é uma lição para a vida.
    Post emocionante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Josiane, muito obrigada querida!

      Beijos

      Excluir
  13. Amo esse filme! Sou tipo durona sabe, não sou chorona, mas esse filme desde o início foi me fazendo derramar lágrimas!Sempre que eru assisto é a mesma coisa, rosto inchado de tanto chorar! Realmente os animais são muito leais já os seres humanos nem sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente é verdade !
      obrigada e beijos

      Excluir
  14. Eu já vi esse filme várias vezes e todas as vezes eu chorei!Morri de dó ao ver o cachorrinho esperando o dono.:p
    http://www.divadecristal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá,

O GM não modera os comentários, este é um espaço livre para você expressar sua opinião.
Mesmo que eu não consiga responder os comentários imediatamente, leio todos eles assim que chegam no meu e-mail e ADORO saber a opinião de vocês e respondo assim que possível.
Se alguém tiver uma dúvida ou pergunta mais específica, por favor, mande por e-mail para: shirley@garotasmodernas.com que eu respondo com mais rapidez.
Obrigada pela compreensão e pelo comentário!

beijos!

ATENÇÃO: Comentários grosseiros, desrespeitosos, agressivos, preconceituosos ou com divulgação de vendas serão deletados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...