13.5.15

Você conhece alguém "sincero demais"? Quando as palavras ferem

 Imagem: Pinterest GM
acredite, você É fabulosa (o), não importa o que os outros digam

No próximo mês finalmente volto a atuar como psicóloga clínica e ando pensando muito nas queixas mais comuns que escutei de pacientes nestes 20 anos de formada.
Um dos temas mais recorrentes, não importa a idade, sexo, nível sócio econômico, é o quanto as palavras ditas por outras pessoas podem machucar e muitas vezes, deixar marcas.
Claro que estamos sujeitos a ouvir coisas desagradáveis sobre nós mesmos por aí, mas as palavras que mais doem são aquelas ditas por pessoas que amamos.
Mesmo excelentes pais, filhos, amigos, irmãos, namorados estão sujeitos a deixar escapar uma palavra ou frase que pode magoar e até marcar negativamente o outro. Em geral ditas naqueles momentos de raiva ou em ataques de "sincericídio", a palavra ou frase mal colocada reverbera de forma importante naquele que ouve, principalmente por causa da relação de afeto existente entre as partes.
Se uma mãe diz à uma criança ou adolescente que ele é "muito desajeitado", que "está gordo",  que é "burro em matemática", estas palavras podem ficar tão profundamente marcadas que mesmo depois de adulto o filho continua se sentindo daquela forma.
Mesmo uma pessoa adulta e bem resolvida balança ao ouvir de alguém que ame que "sua barriga está enorme", "você tem a voz chata" ou "você nunca vai se formar"...
Esperamos daqueles que amamos não apenas elogios, claro que críticas também podem ser construtivas, mas há uma linha muito, muito tênue entre uma crítica construtiva e algo que pode derrubar a autoestima da mais autoconfiante das mulheres (ou homens).
E ainda há pessoas que insistem que "sinceridade acima de tudo" é a única forma correta de agir. 
No entanto, aquelas pessoas que se dizem "sinceras demais" podem estar ocultando atrás de um nome bonito (já que sinceridade é considerada qualidade), um comportamento mau educado, grosseiro e rude.
Não estou falando em mentir e sim em não falar tudo que vem à sua cabeça, sem pensar como a outra pessoa receberá aquilo. Para não magoarmos alguém não é necessário dizer que, por exemplo, o currículo que ela escreveu mal está "horrível, uma porcaria"- podemos dizer que a pessoa "parece ter se esforçando e pode melhorar ainda mais", ajudando ela a encontrar uma melhor forma de escrever, ensinando, dando dicas.
Muitas vezes dizemos coisas que sequer pensamos de quem amamos por impaciência, falta de sensibilidade e empatia (capacidade de se colocar no lugar do outro), raiva, stress ou simplesmente um péssimo hábito de menosprezar aquilo que as pessoas são e fazem.
Cuidado com as palavras!
Há um provérbio chinês que diz:
"Três coisas não voltam atrás:
A pedra atirada,
A flecha lançada e
A palavra dita."
Pense antes de falar. Elas podem fazer uma pessoa ganhar o dia ou então ficar, no mínimo, muito triste.
"Seja tão amável quanto puder. O mundo tem negatividade suficiente."
Ilustração Chibird

Coloque um sorriso no rosto de alguém hoje: faça um elogio sincero à moça da padaria, ao seu pai, seu colega de trabalho, à senhorinha com um cachorro na praça.
Juro que você vai sorrir de volta.:)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá,

O GM não modera os comentários, este é um espaço livre para você expressar sua opinião.
Mesmo que eu não consiga responder os comentários imediatamente, leio todos eles assim que chegam no meu e-mail e ADORO saber a opinião de vocês e respondo assim que possível.
Se alguém tiver uma dúvida ou pergunta mais específica, por favor, mande por e-mail para: shirley@garotasmodernas.com que eu respondo com mais rapidez.
Obrigada pela compreensão e pelo comentário!

beijos!

ATENÇÃO: Comentários grosseiros, desrespeitosos, agressivos, preconceituosos ou com divulgação de vendas serão deletados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...