10.5.18

Dica da Dra Fernanda: Mulher, cuide de si mesma!



Não é só no Outubro Rosa que as mulheres deveriam se preocupar com a saúde! 
A rotina agitada é unânime na vida das mulheres, sejam elas casadas, solteiras, com filhos ou sem, trabalhando fora ou dentro de casa. É comum as mulheres se desdobrarem para cuidar da família, muitas vezes esquecendo de cuidarem de si mesmas. 
Segundo estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI), quase um quarto (23%) das mulheres deixou o último emprego para tomar conta dos filhos ou de parentes, essa foi a segunda razão para pedirem demissão (atrás apenas do salário baixo: 24%). E em terceiro lugar, 14% alegaram a falta de tempo para ficar com a família. 
Apesar do grau de escolaridade similar ao dos homens, grande parte das mulheres brasileiras está fora do mercado de trabalho. Segundo a CNI, 61% das mulheres estão inseridas no mercado de trabalho. Esse número sobe para 84% entre os homens. Na avaliação da CNI, as diferenças ocorrem devido a responsabilidade das mulheres frente às tarefas domésticas e os cuidados com crianças e idosos. 
De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as mulheres gastam, em média, 24 horas e 8 minutos por semana com trabalhos domésticos, mais do que o dobro das 10 horas e 32 minutos que os homens se dedicam a essas tarefas. 
 As mais variadas funções da mulher e a falta de tempo para um cuidado adequado da saúde, levam ao aumento de casos de doenças como câncer de mama, depressão e câncer de colo de útero. Além disso, o cuidado com a saúde bucal também é importante porque é diretamente relacionado a saúde geral do paciente. Assim, a responsabilidade que elas tem com o cuidado com a família, acabou tornando-se cruel para a saúde das próprias mulheres. 
 O câncer de mama é o mais comum entre mulheres no Brasil e no Mundo, correspondendo a 25% dos novos casos anuais de câncer. A maioria dos tipos de câncer de mama, quando diagnosticados em fases iniciais, é passível de tratamento com boa expectativa de cura. Assim, realizar o autoexame e outros exames preventivos, como mamografia, são essenciais para evitar as formas mais avançadas da doença. 
 A depressão abrange mais as mulheres do que os homens. Alguns sintomas são perda da autoestima, mudanças bruscas de humor, falta de concentração e interesse. Essas pacientes devem ser diagnosticados e tratados por profissionais capacitados, embora o quadro possa ser melhorado com atividade física regular e a vinculação do paciente a atividades coletivas (como cursos e voluntariados), hábitos que favorecem a melhora do humor e da interação social e reduzem a ansiedade. 
 Já o câncer de colo de útero é um importante problema de saúde pública mundial, no Brasil foram 16 mil novos casos em 2016. A doença tem como principais causas o início precoce da atividade sexual, a variedade de parceiros sexuais, a higiene íntima inadequada e o Papilomavírus Humano (HPV). Apesar disso, esse câncer tem grande potencial de prevenção e cura quando feito o diagnóstico precoce. Alguns sintomas de alerta são corrimento vaginal de cor escura e com mau cheiro, sangramento vaginal após a relação sexual, já em estágios mais avançados, hemorragias, perda de apetite e de peso, dores lombares e abdominais. No que se refere a prevenção, as jovens têm como opção a vacina (sobretudo antes do início das atividades sexuais) e para todas as mulheres temos o Papanicolau e o exame clínico anual. 
 Em relação a saúde da boca, é crucial o cuidado diário para evitar problemas como a cárie até a doença periodontal (perda dos tecidos dentais de suporte e sustentação). Há mulheres que cuidadosamente escovam os dentes dos filhos pequenos com regularidade, mas se descuidam da sua própria saúde bucal.
A prevenção com escovação dental após as refeições, uso do fio dental e visitas regulares ao dentista evita a progressão dos problemas decorrentes da negligência para com a saúde bucal e o tratamento maior, com mais desconforto e mais caro para o paciente. 
Além disso, temos a relação da saúde bucal e geral: processos infecciosos bucais podem progredir para outras partes do corpo, além de fatores de risco comuns a doenças bucais e do organismo (como a relação entre osteoporose e doença periodontal). 
Alguns hábitos não são novidade na busca pela longevidade e qualidade de vida, como dieta equilibrada, realização de exercícios físicos e consultas regulares ao médico, mas na rotina agitada do mundo atual é difícil conseguir espaço para cuidar da saúde. Desse modo, alguns cuidados básicos são a melhor forma de prevenir as principais doenças que afetam a saúde da mulher, o dia a dia corrido não deve ser desculpa para a negligência com os cuidados pessoais. 
 Alguns hábitos simples são essenciais nesse cuidado pessoal, como ler um bom livro, fazer uma refeição decente ou tomar um banho relaxante, além de fazer as visitas regulares ao ginecologista e ao dentista. Outra dica importante é organizar melhor seu tempo, estabelecendo prioridades e delegando tarefas tanto no trabalho quanto na família, sem abandonar a vida pessoal. 
 Não esqueça, cuide-se tão bem como cuida dos outros!


 Texto escrito pela Dra. Fernanda Vieira 
 Cirurgiã Dentista - CRO 14451
Neoclinic

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá,

O GM não modera os comentários, este é um espaço livre para você expressar sua opinião.
Mesmo que eu não consiga responder os comentários imediatamente, leio todos eles assim que chegam no meu e-mail e ADORO saber a opinião de vocês e respondo assim que possível.
Se alguém tiver uma dúvida ou pergunta mais específica, por favor, mande por e-mail para: shirley@garotasmodernas.com que eu respondo com mais rapidez.
Obrigada pela compreensão e pelo comentário!

beijos!

ATENÇÃO: Comentários grosseiros, desrespeitosos, agressivos, preconceituosos ou com divulgação de vendas serão deletados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...