17.10.15

Seja feliz hoje: o que é a resiliência

flower
Imagem: Google

Já que voltei a clinicar em Florianópolis, resolvi criar um site, o Psicóloga Florianópolis e também uma Página no Facebook, para divulgar meu trabalho como psicóloga clínica e escrevi alguns posts sobre comportamento e Psicologia. Me sigam por lá, vou ficar muito feliz em responder perguntas e debater assuntos relativos à comportamento.

Às vezes é difícil entender o porquê algumas pessoas tem facilmente o que você tanto almeja, deseja, luta e sonha para ter...
Não é fácil encarar a frustração e entender que nem tudo é como a gente quer, por mais que a gente se esforce, seja uma pessoa bacana e faça de tudo para seguir o caminho certo.
Cada um de nós, inclusive eu, tem aqueles sonhos que não conseguiu realizar, metas que não conseguiu alcançar e quando pensamos em nossos fracassos a vontade é se arrastar para baixo do edredom e ficar por lá um ano inteiro.
Mas depois, se a gente olha em volta, para o que TEMOS em nossas vidas e não focando somente naquilo que não temos, começamos a perceber que a vida que possuímos, pode não ser perfeita como idealizamos, mas é a NOSSA vida, com suas alegrias e tristezas, os dias bons e os dias maus... É a nossa história que faz de nós quem somos e, se de alguma forma conseguimos força interior para sobrepujar a dor e a decepção, podemos sim, nos tornarmos pessoas melhores apesar dos tropeços (e muitas vezes até por causa deles). Podemos aprender com a dor e embora seja desagradável, o sofrimento faz parte da condição humana... Não há indivíduo que passe pela vida sem uma dose de tristeza, mas podemos usar uma habilidade humana para transformar frustração e tristeza em aprendizado.
A resiliência, conceito adotado pela Psicologia, vem da Física: é a capacidade que alguns materiais apresentam de voltar ao estado normal depois de submetidos à uma grande tensão, como as fibras de náilon de um tapete, que voltam ao formato original, mesmo depois de serem pisadas e amassadas.
A pessoa resiliente é aquela que não permite que sua personalidade se "deforme" ao lidar com problemas, consegue superá-los e é capaz de tornar a adversidade um caminho para a mudança.
Todas as pessoas que você vê caminhando nas ruas, ao seu lado no ônibus, no mesmo elevador: todas tem sua dose de sofrimento, dor e fracassos nas suas histórias. Não fique achando que sua amiga, seu vizinho ou sua chefe é mais feliz do que você só porque conquistou algo que você ainda almeja. Muitas vezes olhamos uma pessoa (mesmo aquelas que achamos que conhecemos bem) e pensamos: ela é mais feliz do que eu. Mas é impossível saber, porque por trás daquele sorriso, das roupas bacanas, do aparente sucesso, muitas cicatrizes e feridas abertas podem se esconder. Eu sou formada em Psicologia há 20 anos e posso afirmar: todo mundo tem pelo menos uma história triste para contar.
Você não é a única pessoa que sofre, nem eu ou o mendigo que vive na esquina. E não há medida para o sofrimento. Como também não há quem seja feliz o tempo todo. Ser resiliente não é "fazer o jogo do contente" que a personagem Pollyana fazia em seu livro, não é sorrir para tudo ou fingir alegria.
É viver o aqui e o agora, olhar para a frente.
É não "passar a vida olhando pelo retrovisor", como meu marido sabiamente diz.
É tentar ser feliz no hoje, com o que se tem, ao invés de sofrer por um passado que não há como mudar ou esperando um futuro sobre o qual não temos total controle.
Gosto muito de uma frase do escritor Albert Camus, no seu livro Núpcias, o Verão: "Em pleno inverno, descobri por fim que dentro de mim há um verão invencível."
Seja feliz hoje. Comece agora!

11 comentários:

  1. Amei seu texto!!! Parabéns e obrigada... =)

    ResponderExcluir
  2. Muito Lindo Shirley! Concordo e amo quando vc nos mostra sua bagagem de psicóloga! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É super legal esse retorno Thatá, fico muito feliz.

      Beijos

      Excluir
  3. Lindo texto, linda reflexão!
    Obrigada!
    Estou compartilhando o link do blog!
    Bj
    da Li

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Lilian, obrigada pelo carinho.

      Beijos

      Excluir
  4. Shirley ! Nossa amooo este tipo de post .... Li duas vezes, ......... Precisamos ouvir isso nos dias de hoje , onde a própria sociedade cobra de você tudo e de melhor e sempre o certo sem tropeços .... Enfim parabéns pelo texto você é demais bj Ani

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Ani, as vezes é ótimo parar e refletir sobre a vida, e como ela tem sido.

      Obrigada pelo carinho amada.
      Beijos

      Excluir
  5. Esses posts sobre psicologia que você faz são com certeza os melhores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Nathália, muito legal ter esse retorno.

      Beijos

      Excluir

Olá,

O GM não modera os comentários, este é um espaço livre para você expressar sua opinião.
Mesmo que eu não consiga responder os comentários imediatamente, leio todos eles assim que chegam no meu e-mail e ADORO saber a opinião de vocês e respondo assim que possível.
Se alguém tiver uma dúvida ou pergunta mais específica, por favor, mande por e-mail para: shirley@garotasmodernas.com que eu respondo com mais rapidez.
Obrigada pela compreensão e pelo comentário!

beijos!

ATENÇÃO: Comentários grosseiros, desrespeitosos, agressivos, preconceituosos ou com divulgação de vendas serão deletados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...