8.5.14

Corra, Grazi, Corra: Perfeito é ser você


Imagem: Google.
Conheci ontem a história da Brooke, uma mocinha de 28 anos que através da alimentação saudável e atividade física eliminou quase 80 kg em pouco menos de 5 anos.  
Uma história incrível de sucesso e força de vontade. E, principalmente, um exemplo de saúde, persistência e positividade que ela divide com o mundo através do seu blog Brooke Not On A Diet. É do tipo de coisa que a gente imagina que as revistas sobre "fitness" iam adorar ter publicada nas suas páginas. 
Foi o que a revista Shape dos Estados Unidos pensou. Eles entraram em contato com a blogueira querendo contar a sua história e pediram pra que Brooke enviasse uma imagem sua de biquíni para acompanhar a matéria. Foto enviada. Eis a surpresa: a revista respondeu dizendo que não poderia publicar a imagem e pediu que ela enviasse uma outra, vestindo uma camiseta no lugar do top do biquíni.
A justificativa foi de que o pedido pela foto de biquini foi um erro de um estagiário (sempre os culpados...) e que o padrão da revista era o da camiseta. 
A verdade: a revista está cheia de mulheres de biquíni, o problema foi que a foto que Brooke enviou era verdadeira por demais para eles. Foi uma foto honesta, de uma garota que venceu a obesidade, reconquistou sua auto estima, tem orgulho de quem se tornou e que apresenta um resultado bem comum às pessoas que perderam um grande volume de peso: o excesso de pele que sobra em algumas partes do corpo.

bikini
Imagem: Brooke Not On A Diet
Nem todo mundo tem dinheiro ou acha necessário encarar cirurgias plásticas para retirar este excesso. Cada pessoa tem o direito de decidir até onde vai. A obesidade precisa ser combatida como um problema de saúde, não uma questão estética. Enquanto a imagem de uma pessoa saudável for associada apenas a corpos "perfeitos", milimetricamente bem torneados, sem imperfeições, sem sobras, sem dobrinhas... continuaremos a viver num mundo onde distúrbios alimentares são tão comuns quanto resfriado e mulheres lindas e incríveis sofrem de graves problemas de auto estima.
Passo por isso todos os dias. Apesar da minha história ser beeeeeeeem menos cheia de desafios, preciso me repetir diariamente que sou bonita, que sou saudável, que não preciso ter uma bunda lisa ou uma barriga pra dentro para me sentir magra e com um corpo incrível. Quase fiquei doente por isso, por querer ter menos gordura no corpo do que ele precisa pra funcionar direitinho e por sentir que não estava me esforçando o suficiente, gerei uma ansiedade que me fazia puxar ferro enlouquecidamente, até que meu corpo estressou e disse: para, nega! 
E olha que eu tenho acompanhamento de nutricionista, médico do esporte, professor de corrida, professor na musculação e faço terapia bem feliz da vida. 


Blogs, revistas e famosas do instagram do mundo fitness podem ser um super incentivo à vida saudável se a gente conseguir entender que cada um funciona de um jeito e cada ser humano vai responder à sua maneira ao combo "alimentação saudável + exercício". Querer ter o corpo de fulana ou ciclana é roubada e frustração na certa. O que a galera insiste muito no discurso mas peca bastante na prática é a verdade mais simples e óbvia de todas: você é linda ao seu jeito, seu corpo carrega a sua história, a história de quem veio antes de você, da sua genética e é bonito por ser o seu, do jeitinho dele, com todas as peculiaridades. 
O colunista Xico Sá volta e meia diz que "(...)mulher é metonímia, parte pelo todo, você passa a apreciá-la por uma boca, um pé, uma orelha, uma mão, uma omoplata, um belo ilíaco ressaltado, uma saboneteira, uma marca sulcada de vacina, um corte no joelhinho esquerdo, uma cicatriz de artes de infância, uma bela bunda faceira, uma falsa magra, um umbiguinho do mundo, aquele tom cinza dos cotovelos da espera..."
Brooke é assim: uma mulher linda, com suas peculiaridades. E tem orgulho disso. Sua história de sucesso e dedicação deveria ser aplaudida por todos. Mas o mais bacana sobre ela é que ao invés de aceitar o papel que a indústria fitness-beleza-pessoas perfeitas quis criar para ela, ela comprou a briga e deu uma bela lição. Além de recusar o convite da revista, ela escreveu a sua versão da experiência em seu blog.
"Se eu não posso usar uma foto minha de biquíni junto da história, então não é a MINHA história" - ela disse no post do blog.

grazi modernas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá,

O GM não modera os comentários, este é um espaço livre para você expressar sua opinião.
Mesmo que eu não consiga responder os comentários imediatamente, leio todos eles assim que chegam no meu e-mail e ADORO saber a opinião de vocês e respondo assim que possível.
Se alguém tiver uma dúvida ou pergunta mais específica, por favor, mande por e-mail para: shirley@garotasmodernas.com que eu respondo com mais rapidez.
Obrigada pela compreensão e pelo comentário!

beijos!

ATENÇÃO: Comentários grosseiros, desrespeitosos, agressivos, preconceituosos ou com divulgação de vendas serão deletados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...