19.3.13

Barriga negativa: eu tenho, mas e daí? Esta "moda" da barriga chapada está virando loucura!

A 'barriga negativa' da modelo sul-africana Candice Swanepoel
Imagem: Instagram de Candice Swanepoel

Uma moda meio estranha esta... e perigosa!
Horas e horas de exercício, pouca comida, fotos dos ossinhos aparecendo, troca de dicas sobre "suplementos alimentares" (dadas por quem não é nutricionista), tudo pra chegar na "barriga negativa" que foi popularizada pela top model Candice Swanepoel, uma das Angels da Victoria's Secret.
A onda das defensoras da "barriga negativa" pode ser vista no Instagram e outras redes sociais: são meninas que sacrificam horas de sono, a saúde, o lazer, tudo pra chegar no padrão barriga zero e costelas visíveis! 
Sempre fui magra, daquelas magrelas mesmo, mas há uns 3 anos fiz um tratamento hormonal que me fez ganhar uns quilinhos e pela primeira vez na vida estava com "peso de gente grande", como disse minha ginecologista que me acompanha desde meus 15 anos.
Confesso que não gostei nada de ver o ponteiro da balança ultrapassar os 50 quilos, queria voltar aos 49/50, peso que considero bom para meu 1,58 de altura (coisas de ex bailarina que se habituou a ser magra a vida toda).
Mas antes que tentasse perder os 3 ou 4 quilos que me incomodavam, no ano passado eu tive uma virose que me fez perder muitos quilos em apenas 1 mês, que não consigo recuperar de jeito algum: assim como emagrecer é difícil pra quem sempre foi mais cheinha, engordar também é bem complicado para quem sempre foi magricela.
Mas apesar de eu estar com a tal barriga negativa, "sonho de consumo" da vez entre a mulherada, esta moda da barriga chapada está virando loucura e já me deixa preocupada!
Parece que o novo "normal" é "não ter barriga".
Tem até gente que diz pra mim: "não engorda não, fica assim porque tá linda bem magra". Ok, gosto de ser magrinha, mas quando você vira um esqueleto ambulante e as pessoas elogiam você por isto, tem alguma coisa errada, não é? Quando escuto isto, parece o "canto da sereia": é algo muito sedutor mas perigoso você acreditar que quanto mais magra você estiver mais linda você vai parecer...
Tenho a tal "barriga negativa" porque estou magra demais até para os meus padrões: estou pesando o que pesava aos 15 anos, estou literalmente abaixo do meu peso, abaixo do saudável. E a tal barriga côncava aparece quando a pessoa está com percentual de gordura baixo, pouca musculatura e aí encolhe a barriga, como se tentasse encostar o umbigo na coluna o máximo possível, assim ressaltado a magreza. Se bater uma foto assim ali estará a minha barriga negativa... que é esquisita, quase que um "buraco" no meio do corpo e que me dá certa aflição.
Gosto de ser magrinha, mas estar magra beirando a desnutrição é saudável onde?????? Bonito vejo que não é: preciso ganhar no mínimo uns 2 ou 3 quilinhos.
Estou com 40 anos e sei que nunca vou ser "um mulherão" do tipo "gostosona" com tudo farto, porque minha estrutura é pequena e seria eternamente infeliz se tentasse lutar contra a minha natureza. Nunca serei uma Sabrina Sato nem uma Cindy Crawford, que acho lindas, mas adoro o tipo de corpo que tenho. Ainda bem, porque imagina você passar uma vida inteira lutando contra o que a genética lhe deu e incapaz de enxergar seus pontos positivos...Tudo é uma questão de se cuidar, é claro, mas respeitar seu biotipo e valorizar os pontos fortes, usar a moda ao seu favor.
O que sempre tento fazer é tirar vantagem daquilo que possuo de melhor: um decote profundo demais, em uma mulher com seios grandes ou siliconados pode ficar vulgar, mas para quem tem peito pequeno como eu, fica perfeito... Já roupas muito largas, como pantalonas me "engolem" nunca comprei uma sequer (tenho apenas um macacão floral da C&A, que me alongou e me favoreceu pois tem uma estampa floral miúda e babados nas costas)... Saia longa tenho 1, mas honestamente ainda não sei se vou usar o vou trocar por outra peça.
As pessoas não são iguais e fico horrorizada em ver que esta busca insana pela barriga chapada se tornou um modismo! E quem é do tipo mulherão ou é mais para cheinha, apesar de estar no peso normal, faz o que? Troca de corpo???
Quando o esmalte verde entrou na moda pela primeira vez (aquele tal Jade da Chanel), o pior que poderia acontecer para quem queria seguir a tendência da vez seria cometer o mico de aparecer com o tal esmalte super chamativo (naquela época) no funeral da mãe do chefe ou algo assim.
Se o modismo é sobre roupas, cortes de cabelo, maquiagem, acho que quase tudo é válido (claro que uma camiseta incitando a violência entra no rol de coisas não válidas, ao menos para mim). Quando se trata de "tendência" em relação à moda, maquiagem, cabelos, o máximo que pode acontecer é a pessoa se olhar numa foto de 2 anos atrás e pensar: "putz, como eu estava ridícula com este cabelo/roupa/batom". E depois dar muita risada (e/ou deletar a foto).
Mas quando o modismo é um determinado tipo de corpo, que nem todo mundo pode ter (imagine uma mulher linda tipo a Luiza Brunet tentando ter barriga negativa?) e o pior, pode ser um indício de que algo não vai bem com a saúde física e/ou psicológica daquela pessoa?
A "tendência" pode levar uma garota a "flertar" com a morte, ao tentar emagrecer mais do que pode ou que deve. 
A busca obsessiva pela tal "barriga negativa" pode ser um sinal de alerta para magreza excessiva, desnutrição e até mesmo Anorexia, que mata cerca de 6 e 10% dos pacientes em estado moderado, podendo levar ao óbito entre 15% e 20% nos casos em a pessoa está com caquexia, um grau extremo da desnutrição. Mata mais do que muitos tipos de câncer.
Mesmo a pessoa jovem e aparentemente saudável, pois faz exercícios e tem uma alimentação "regrada", pode ter uma parada cardíaca pois nosso coração é um músculo, que com a severa perda de peso perde massa muscular e consequentemente, a capacidade de realizar seu trabalho, além de ser afetado pelo desequilíbrio de sódio e potássio, comum em pessoas desnutridas.
A Organização Mundial de Saúde considera como parâmetro adequado de saúde o Índice de Massa Corporal (calcule o seu aqui) acima de 18,5 Kg/m2. Um índice menor significa que a pessoa está abaixo do peso e, portanto, sujeita às conseqüências da desnutrição. Quando o Índice de Massa Corporal (IMC) é igual ou inferior a 17, 5 kg/m2, a pessoa já pode estar com Anorexia.  
Outro transtorno mental associado a esta busca pelo corpo perfeito é a Vigorexia, que é a preocupação exagerada que o corpo não é suficientemente magro e musculoso, o que inclui muitas horas semanais destinadas à atividade física e excessiva atenção para a dieta. Sabe aquela pessoa que não é atleta profissional mas malha como se fosse competir nas próximas Olimpíadas, faça chuva ou faça sol, mesmo nas férias ou quando está gripado?
Fique de olho e não caia na cilada da "barriga negativa"... Beleza é ter saúde! E cada uma de nós tem sua beleza...;)

24 comentários:

  1. Bom dia Shirley
    Eu também tenho mas concordo totalmente com vc isso ja esta virando meio que loucura,e a forma como as revistas e a midia coloca isso ultimamente acho que esta fora de controle,o importante eé termos saude estarmos de bem com a gente mesmo

    bjos

    http://framboesabrazil.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Júh, foi exatamente esta a questão que quis abordar no post.
      Beleza padronizada não é beleza, é escravidão.

      beijos!

      Excluir
  2. Shirley querida,
    fiquei algum tempo sem entrar no seu blog, coisa que fazia diariamente. Vi o post sobre a sua adorável Micha.
    Sinto muito, entendi cada palavra sobre a sua dor. Perdi uma cachorrinha no ano passado, a Mila!
    Estou aqui para pedir a sua ajuda para divulgar sobre o cãozinho Lion perdido pela TAM em Brasília.
    Tem o facebook "Ajude a Encontrar o cãozinho Lion". Você faria a gentileza de divulgá-lo?
    Faz mais de um mês e nem sinal do cãozinho. É muito triste não saber o que aconteceu, se ele está vivo, se está sendo maltratado. Por favor, Shirley, ajude a divulgar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clau,
      Manda um email pra comercial@garotasmodernas.com e pede pra encaminhar o caso pra Mari, que sempre faz as matérias sobre animais aqui no GM.
      É claro que ajudamos!
      beijos

      Excluir
  3. nossa, q matéria legal. Parabéns pela coragem, ousadia e senso de responsabilidade. Adorei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lidi e Vi,
      Muito obrigada pelo comentário tão gentil.
      bjs

      Excluir
  4. ai amiga me desculpa mas vc nao tem cara de quem tem barriga negativa, pq vc nao posta fotos suas, pq com as roupas que vc veste nao parece nada q vc tem barriga negativa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Soy mas yo,

      Não posto fotos da minha barriga porque o objetivo do post não era exaltar a "beleza" de barriga zero e ossos à mostra.
      Moda serve também pra gente disfarçar aquilo que não nos favorece, que no meu caso no momento é estar magra demais.

      beijos,

      Excluir
  5. Adorei mesmo o texto! Pena que essa maturidade só vem com a idade e muita gente não entende isso. Tô com 25, mas entendo demais você, pois desde criança sou gordinha. Já emagreci muito, depois engordei mais, enfim. Cada um faz suas escolhas, e enquanto eu estiver saudável (leia-se: exames ok, médicos balizando minha decisão), estarei feliz.
    Não vai ser a falta de barriga que vai me trazer felicidade. Não ligaria dela ser menor, mas não preciso disso para ser feliz. Como diria um personagem do qual não em lembro o nome: "Saúde é o que interessa. O resto não tem pressa."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isabella,

      Que legal seu depoimento, nada pior que um corpo "lindo dentro dos padrões"sacrificando a saúde.

      bjs

      Excluir
  6. Muito boa sua abordagem, de verdade!

    Só uma dica, por se tratar de um texto longo, dê enter entre os parágrafos, assim a leitura fica mais agradável ao leitor!

    Um beijo,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A saga da Bota,

      Adorei seu "nome"! Vou lá conhecer o blog.
      Vc tem razão, o texto ficou looooooooongo... Talvez um enter entre parágrafos ficasse melhor mesmo, mas como temos uma formatação "padrão" aqui no GM, segui ela e nem percebi isto.
      Obrigada pelo toque!

      bj

      Excluir
  7. Não quero julgar ninguém feito a menina aí de cima, pois não acho que a questão seja se você tem ou não barriga negativa, mas essa informação no texto é completamente desnecessária e deu um tom exibicionista/narcisista ao post, meio desagradável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabriella,
      Desculpe se passei esta impressão desagradável.
      Não foi minha intenção e sim falar que eu estou magra demais e que não acho isto bonito nem saudável.
      O ponto central do texto não é a "minha barriga" e sim o comportamento das pessoas que fazem qualquer coisa, até beber apenas líquidos por dia só pra perder uma barriga, que às vezes a pessoa nem tem.
      Como o GM é meu é natural que divida aqui experiências pessoais e a minha visão sobre os temas que abordo. Algumas pessoas não gostam, mas é minha maneira mais honesta de me expressar.
      um beijo,

      Excluir
  8. shi, achei super pertinente esse post em dias de #projetoqualquercoisa

    no instagram tá até chato, só se vê isso... até comentei com as gurias ontem. acho super válido cuidar da saude, com exercicios e alimentacao... eu mesmo sigo algumas meninas destes projetos pra pegar dicar, mas nao estilo de vida. elas sao escravas do corpo e isso pra mim nao é um estilo de vida, me parece meio doentia. comida normal nem pensar!! um arroz e feijao nao entra no cardapio delas, só whay, wraps, shakes, comprimidos, etc... desde qdo essas coisas sinteticas e processadas sao sinonimo de saude?? claro que comparado a batatas fritas e milk shakes (que tb é um estilo de vida q considero perigoso) é ate saudavel... mas a saude tb estar em jantar com os amigos, comer um sorvete, nao ir na academia UM dia, saude psicologica, social...ai elas dizem, "ai, mas eu nao sou radical, eu como UM brigadeiro no domingo" NOSSSAAAAAAAAAA que gorda!!!

    vejo meninas super magras no insta correndo kms por dia, desejando barriga trincada e tal... mas elas querem SÓ isso da vida!! ta, todo mundo quer isso, mas SÓ isso?? nao sei, posso estar errada, mas tem algo por trás disso tudo... aceitacao, baixa auto estima... ai dizem que é inveja né? enfim... eu nao vivo PRO meu corpo (tampouco pra minha imagem - moda), eu vivo NO meu corpo. nao vou morrer por uma gordurinha a mais, assim como nao vou morrer se nao comprar a bolsa da ultima moda...

    enfim, saude é tudo, mas saude é corpotal e mental (e espiritual tb pra maioria).

    otimo post, isso que diferencia o GM dos outros blogs!

    Bjos e boa viagem amanhã!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Mari,
      Foi esse o ponto que abordei: esta busca frenética e desesperada por um padrão de beleza. Já teria pirado se quisesse fazer o tipo gostosona...
      Tem a ver com aceitação, boa auto estima e dar valor ao que tem valor: nosso corpo inevitavelmente vai envelhecer, as rugas vão aparecer e as coisas vão cair um dia, a não ser que a gente morra jovem.
      E não é isso que a gente quer, né? Pq morrer jovem, magro e lindo é a coisa mais triste deste mundo.
      bjs e obrigada pela força e amizade!!!!

      Excluir
  9. Estou looonge de ter barriga chapada mas gostaria de ter menos barriga, tá difícil pq acabei me viciando em comer mal de tanto descontar td na comida.

    www.vaidosaetodaprosa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari, uma coisa é querer ter menos barriga, um bumbum mais durinho... Isto é normal e até saudável, desde que a vida da pessoa não gire só em torno disto.
      Eu, por exemplo, visto sutiã número 40, mas AMO meus peitos assim. Pq colocar silicone só pra entrar no "padrão"? Se a pessoa quer muito, precisa, vai realmente ficar mais feliz se colocar silicone, acho que tudo bem, mas muitas vezes as pessoas se arriscam e fazem loucuras só para seguir um modismo de beleza.
      Procure uma nutricionista, quem sabe é disto que vc precisa?
      bjs

      Excluir
    2. Shirley, meu marido, hoje ao assistir uma reportagem sobre silicone (seios) (sobre uma senhora de 50 que agora ia colocá-los) me chamou para assistir e disse: olha só isso, acho que ela deve estar sozinha ou é mal amada. Ele como homem deve saber o que está falando. Já fui tentada, ponderei e me fiz a seguinte pergunta: porque e para que? Achei mais sensato ficar como estou, ao natural. Sem laranjinhas, como ele diz. bjs

      Excluir
  10. Shirley
    Acompanho seu blog a anos. Nunca comento, mas hoje resolvi fazer. Seu post me pareceu uma luz no fim de um túnel.
    Tenho 31 anos e o que vejo é uma tendência absurda das pessoas quererem ser o que não podem.

    Me impressiona a capacidade das pessoas acreditarem que um padrão de beleza é o ideal e buscarem aquilo a qualquer custo. Sou do tipo mulherão e sei que nunca vou ser magrinha porque minha natureza não é essa. Desde 12 anos visto 38 e sempre tive pernão e um bumbum grande. O que eu sempre fiz foi me adaptar. Porque as pessoas não tentam se adaptar como nós ?

    Espero que garotas novas vejam o seu post e pensem sobre o que é verdadeiramente saúde ou beleza.

    Parabéns e sigamos assim cada um com seu biotipo porque isso é que faz a individualidade de cada um.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Gostaria de agradecer pelo poster, as pessoas precisam entender que não se deve sacrificar a saúde e a vida em prol de um corpo que a mídia diz ser bonito. As pessoas deveriam entender que existe o corpo certo para cada pessoa, e para cada outra pessoa. Assim como tem gente que gosta de magrinhas(os), existem os que gostam de gordinhas(os). Se fosse para ser padrão, todos seriam iguais ( o que eu acho que seria chato ). Outras pessoas influentes deveriam seguir o seu exemplo, e mostrar o erro da mídia.
    Mas uma vez, obrigada!

    Adelita Quintiliano

    ResponderExcluir
  12. Shirley, sempre passo aqui, mas nunca comento. Mas nesse post eu não poderia passar "despercebida". Acho que você deveria fazer mais posts assim de comportamento, principalmente pelo fato de ser psicóloga formada, pois acredito que seria uma forma de sensibilizar as pessoas para qualquer assunto e assuntos que a grande massa acha NORMAL e COMUM, mas que na verdade já está no limite da doença. Adorei a forma como você abordou e o fato de falar de você própria e de sua consciência corporal. Quem sabe isso não estimula a maioria a aceitar a sua genética do jeito que é né? Eu sou magrinha, mas tenho bunda e perna, então nem que eu quisesse ser modelo eu conseguiria. A não ser que passasse pelo bisturi. Mas eu sou super feliz com meu corpo, gosto de ser magra, mas não seca (um esquelo ambulante cm vc mesma disse)e o meu biotipo me favorece. Na verdade, mta gente até tem como sonho de consumo meu corpo (ele é bem proporcional). Realmente nem posso reclamar. Mas o que eu quero ressaltar mesmo é que eu já quis, um dia, ser maior, ser grande (tipo mais para panicat). Imagina?! Aff.. Ainda bem que não caí nessa loucura. Eu ia querer malhar feito louca e experimentar todo tipo de "suplemento". Tive uma amiga que chegou a beirar essa loucura, mas, graças a Deus, ela caiu em si e é bem saudável e feliz! Quanto à magreza, como eu nunca quis ser seca, eu sou mais relaxada, mas já tive crise de achar que estava acima do peso (sempre fui acostumada com meus 51-54kg em meus 1.64 de altura e, teve um período, que chegeu a pesar 59kg) e comecei vomitar para emagrecer, graças a Deus não cheguei à doença. Nunca mais fiz, me auto-avaliei e a saúde é que vem em primeiro lugar. Quem não está saudável, com certeza, não está bonito. Bjs
    http://radarmexeriqueiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. ótimo post, disse tudo!
    onde isso é saúde? absurdo! além de que, pelo menos pra mim, não é NADA bonito..
    ser magra, tudo bem, mas isso é loucura, cada uma tem que saber do limite do seu corpo!
    beijo
    coisasdaschirley.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Olá,

O GM não modera os comentários, este é um espaço livre para você expressar sua opinião.
Mesmo que eu não consiga responder os comentários imediatamente, leio todos eles assim que chegam no meu e-mail e ADORO saber a opinião de vocês e respondo assim que possível.
Se alguém tiver uma dúvida ou pergunta mais específica, por favor, mande por e-mail para: shirley@garotasmodernas.com que eu respondo com mais rapidez.
Obrigada pela compreensão e pelo comentário!

beijos!

ATENÇÃO: Comentários grosseiros, desrespeitosos, agressivos, preconceituosos ou com divulgação de vendas serão deletados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...